domingo, 28 de maio de 2017

Madureira Futebol Clube de Vila Velha

Nome : Madureira Futebol Clube
Data : 27 de maio de 1953
Local : Vila Velha





Escudo antigo do tricolor da Vila



Campo do Camelo em Vila Garrido

Madureira Futebol Clube é uma tradicional equipe de futebol amadora de Vila Velha fundada em 27 de maio de 1953 no Bairro Vila Garrido, a equipe é inspirada no clube carioca, o escudo e cores também são uma homenagem ao Madureira. Atualmente divide espaço com outras 3 equipes amadoras no Campo de Vila Garrido conhecido como Campo do Camêlo, Social, Unidos da Vila e Guarani. O Madureira sempre focou na várzea sempre jogando futebol amador, durante as décadas de 50 e 60 disputou vários jogos na Grande Vitória, enfrentava o Tupy com frequência por exemplo, saia para jogar no interior como quando foi em Viana e derrotou o Aliança por 2x1 em 1955, recebia também equipes interioranas como em 1954 quando enfrentou o Sport Club Sauassu de Aracruz empatando em 2x2 no Campo do Camelo, paralisou as atividades por mais de uma década retornando em 2016 com outra identidade, renasceu com outro escudo ganhando identidade própria agora sem semelhança com o Madureira carioca, o retorno foi em 5 de junho de 2016 contra o Guarani também de Vila Garrido. Após primeira etapa sem gols Digão  fez 1x0 Madureira, mas o Guarani empatou pouco tempo depois, as equipes seguiram se atacando até que  Digão recolocou o Madureira na frente,  pouco antes do fim Tiago Beco fez 3x1 sacramentando a vitória do tricolor de Vila Garrido em seu esperado retorno aos gramados Vilavelhenses.

Partida que marcou o retorno do Madureira



Equipe no campo do Camelo


As 4 equipes que dividem o Campo de Vila Garrido









sexta-feira, 26 de maio de 2017

Americano Atlético Clube de São José do Calçado

Nome : Americano Atlético Clube
Data : 26 de maio de 1953
Local : São José do Calçado
Estádio : Ernesto Guimarães 
Estádio Ernesto Guimarães


Inscrição na fachada do Campo do Americano


Registro Americano contra Ordem e Progresso 

Americano Atlético Clube é um clube fundado em São José do Calçado em 26 de maio de 1953, muito tradicional na região do Caparaó. Contra o Motorista faz o clássico da cidade, também faz jogos interessantes contra equipes da região, times de Bom Jesus do Itabapoana e do Norte, Apiacá, Guaçuí, Alegre, Mimoso do Sul, Muqui, Castelo entre outros. 
O hino do clube diz o seguinte " Americano é o  maior/ Que coisa louca/ Que coisa rara/ Americano não respeita a cara".

Desde 1958 no Ernesto Guimarães se organiza o Torneio do Trabalhado, sempre é disputado em 1º de maio em homenagem ao feriado do dia do trabalhador.
Em 2016 o Americano ficou de luto  devido falecimento de José de Aquino Guimarães 96 anos, Zezinho Leite como era conhecido jogou de lateral direito do Americano durante muitos anos, dedicou sua vida ao clube, participou de todos Torneios do Trabalhador enquanto estava em vida, nascido em 19 de março de 1920 era um dos maiores ícones do esporte calçadense. 
José Borges de Almeida ex prefeito de Calçado é criador do torneio. Ainda ao campeão caberá o Troféu José de Aquino Guimarães (Zezinho Leiteiro), ex-Atleta e Diretor do Americano A.C. Ao vice-campeão caberá o troféu Lino Alves de Araújo (Lino Dadá), ex-atleta do Americano. Ao 3º colocado Troféu Luiz Carlos Borges de Abreu (Cacau), ex-Conselheiro do Americano A.C. A equipe que apresentar melhor uniforme receberá o Troféu João Luiz da Silva Simões, grande colaborador do esporte calçadense. Já ao artilheiro, goleiro menos vazado e melhor jogador, caberá uma medalha. 
Dia de clássico no Ernesto lota para ver Americano x Motorista

A rivalidade Americano x Motorista podia ser separada da seguinte forma, a elite de São José do Calçado preferia o Americano, o Motorista era meio que marginalizado mesmo os estádios sendo muito próximos



Contudo em 2013 os rivais Americano e Motorista unem as forças e fundam o Unidos Esporte Clube, o nome simboliza a união dois rivais do futebol municipal, em 2014 disputou a Serie B do Capixaba. Lembrando que já existia um Unidos Esporte Clube de São José do Calçado que já havia disputado o Estadual Série B anos antes sem ligação com este da fusão. A campanha começou sem vitórias nos primeiros 3 jogos, na 4ª rodada Unidos enfim venceu sua primeira partida 1x0 sobre Sport, mas o turno encerrou mesmo com 7 jogos com apenas uma vitória, a campanha ruim seguiu no returno, na verdade piorou pois não venceu mais nenhuma partida.

Campanha
Turno
Tupy    3x2  Unidos
Unidos 0x2  Serra
GEL   0x0  Unidos
Unidos  1x0  Sport
Atlético  1x0  Unidos
Cachoeiro 1x1  Unidos
Unidos  0x1  Rio Branco
Returno
Unidos  0x3  Tupy  
Serra   2x1  Unidos de Calçado
Unidos 1x1  GEL
Sport  2x0  Unidos
Unidos 0x2  Atlético
Unidos 0x0  Cachoeiro
Rio Branco   1x0 Unidos


Americano anos 80. De pé : Julinho Procópio, Teco, Didi, Roberto Badi, Lica e Nélio. Agachados : Nando, Rogério, Marcelinho, Sander e Paulo Foicinha.





Década de 80. Partida entre  Americano A.C. 1 X 0 Motorista F.C no Campo do Motorista,  Gol do Atacante Índio. Em pé : Nélio, Lica, Zé do Oleio, Jairo, Tiriça, Zeco, Lucas, Josedir e Carlinhos. Agachados : Sander, Janio, Zezão, Índio, Delei, Careca e Tost.

Americano  Campeão de 1955. Em Pé Iote, Zezinho Leiteiro, Zé Lumbreiras, Franco, Jãozinho Tindé , Lé, Umberto, SR. Heber, Tião Paiada, SR. Jocelim e Moacir Garcia. Agachados : Procópio, Agrimaldo, Paulo Junger, Agnaldo Rosa e Eloysio.
Primeiros esquadrões do Americano





segunda-feira, 22 de maio de 2017

América Futebol Clube de Castelo


Nome : América Futebol Clube
Data :22 de maio de 1997
Local : Castelo
Estádio : Praça de Esportes  Pety Galvão

Escudo também oficial




Pety Galvão em detalhes

Fundado em 22 de maio de 1997 o América Futebol Clube da cidade de Castelo é mais uma equipe homenageando o clube homônimo carioca. 
O América de Castelo foi criado com intuito de manter as categorias de base em atividade, por tanto não disputa competições profissionais.  
Mas além da base disputa torneios amadores na região, é filiado a Liga Desportiva Castelense, disputou por exemplo a Copa Sulina em 2010, torneio que é a última porta de entrada para as equipes do Sul do estado antes da 2ª divisão do Campeonato Capixaba.
Seu campo é a Praça de Esportes Pety Galvão, campo que tem algo muito curioso, o Pety Galvão é cortado pelo Rio Castelo na linha lateral e a linha de fundo, e dependendo da força que se coloca na bola ao afastar para lateral ou um chute forte demais ao gol ela vai parar dentro do Rio!
O América junto com Comercial de Castelo e Castelo Futebol Clube movimentam o futebol do município de Castelo principalmente no Campeonato Sulino quando se enfrentam, em 2010 mesmo o América ficou no 2x2 com Castelo no Campeonato Sulino de futebol amador.



Nesta foto o infantil do América de Castelo x América de Marechal Floriano em 2015





sexta-feira, 19 de maio de 2017

Esporte Clube Ypiranga de Marataízes


Nome : Esporte Clube Ypiranga
Data : 19 de maio de 1956
Local : Marataízes
Estádio : Joca Soares
Títulos : Copa Sul 2009 e 2010


Escudo da equipe já foi grená por um tempo




Modelo retrô do Tubarão


Estádio Joca Soares

Esporte Clube Ypiranga de Marataízes, o "Tubarão da Barra" foi fundado em 19 de maio de 1956 no balneário da Barra do Itapemirim, em Marataízes , tem a tradição de manter a base sempre em atividade, e montar times competitivos nas disputas de torneios amadores no estado, tanto que em 2009 e 2010 conquistou a Copa Sul, é muito forte em casa no Estádio Joca Soares com capacidade de ate 3 mil expectadores. 
Nos torneios amadores o Ypiranga ou Tubarão da Barra é um adversário duro, com toda essa tradição disputou estadual Série B por 4 oportunidades, 
A primeira em 1998, 30 de agosto marcou a primeira a data da partida do Tubarão na Série B estadual, o placar um 2x1 sobre o Nacional de Itaguaçu, uma semana depois derrotou o Santa Maria por 2x0, na 3ª partida vem o tropeço, derrota de 4x0 para Guanduense, depois entrou em uma sequência de 4 empates consecutivos, 0x0 com Santos de Barra de São Francisco, São Gabriel. 0x0 com Nacional e 1x1 com Santa Maria estes  já pelo returno venceu o Guanduense e voltou a respirar na classificação placar de 2x0, derrota por 1x0 para Santos da Barra. A última rodada pegou fogo, com 13 pontos o Ypiranga encarava o São Gabriel com 15, Nacional com 13 encarava Santos da Barra com 12, Guanduense com 7 único eliminado contra Santa Maria com 11, o Tubarão precisava apenas de uma simples vitória mas ela não veio com empate em 0x0 mas por sorte o Santos da Barra também empatou (1x1) com isso Ypiranga avançou por 1 ponto. Mas o Tubarão acabou em 4º devido aos critérios de desempate encarando o São Gabriel melhor colocado da 1ª fase, e ao ser derrotado em casa por 1x0 ficou na obrigação de vencer fora, mas lá em São Gabriel da Palha o empate em 1x1 eliminou o Tubarão tirando sua chance de chegar a Série A logo na primeira disputa.

Em 1999 em 6 partidas o Tubarão venceu Tupy por 2x1 e 3x1, Domingos Martins por 3x2,, empatou com Estrela do Norte e Domingos Martins em 0x0 e perdeu para Estrela do Norte por 1x0, esta campanha valeu a liderança da chave e vaga na 2ª fase.
Lá começou com 0x0 com Riachuelo de Aracruz, derrota por 3x0 para o Estrela do Norte e empate em 2x2 com Esporte Clube Rio Branco (Cariacica). No returno 3 derrotas eliminaram a equipe da luta pela vaga na Série A.

Em 2000 foi uma Série B de tiro curto, e o Ypiranga patinou ao perder para o Alegrense por 3x1 e empatar com Cachoeiro em 1x1, mesmo derrotando Tupy por W.O e CTE Colatina 2x0 ficou em 4º fora da Série A novamente.

Após ficar de fora em 2001 retorna em 2002 começa com tudo aplicando 4x0 no Santa Teresa, 0x0 com Canário 2x1 sobre Jaguaré, acaba com derrota por 2x1 para Vitória. Seguindo a competição 2x1 sobre o Riachuelo, mas perde por 1x0 para CTE Colatina se recupera em grande estilo aplicando 3x0 no Castelo.
Mas no returno perde para Santa Teresa e Canário por 1x0, empate em 2x2 com Jaguaré e perde para Vitória por 4x2, após esta partida o Tubarão abandona a competição e é punido pela federação do estado com 2 anos afastado de competições oficiais, desde então só disputa amador e categorias de base, detalhe que mesmo abandonando a competição faltando 3 rodadas terminou empatado com Castelo, a frente de Riachuelo, Jaguaré e Aracruz que também abandonou a competição.

O título de 2009 o Ypiranga conquistou seu primeiro título da Copa Sul de futebol amador, a partida foi disputada no Estádio João Vieira da Fraga em Muqui,na ida em Marataízes o Tubarão fez 1x0, na volta o Muqui devolveu o placar, então a taça foi decidida nos pênaltis, e o Ypiranga venceu por 4x2 conquistando o título.
Em 2010 a Copa Sul Jornal A Tribuna vinha de campeões distintos. Em 2008 o campeão  foi o Central de Guarapari, em 2007 ficou com o Mimosense, em 2006 o título ficou com Afonso Cláudio, e 2009 o próprio Ypiranga, em 2010 o Armando Zanata tentava manter esse equilíbrio. Estádio Waldo Ribeiro Pessanha, Centro de Treinamento Armando Zanata e Ypiranga entraram para decidir o campeão, e nessa o visitante Ypiranga levou a melhor em pleno Itapemirim. O primeiro gol da partida só saiu aos 43 minutos da 1ª etapa com Farllyn depois de passe de Dedé, o artilheiro da Copa. “Era tudo o que eu queria. Conquistar o título de campeão e a artilharia, coisa que almejava há muito tempo. Minha mulher e filha vieram ao jogo e fiquei muito feliz”, afirmou o artilheiro. Aos 31 da 2ª etapa Pacholinnha acertou o ângulo fazendo 2x0“Estava devendo isso para a nossa torcida. Perdi aquele pênalti em casa, sei que é coisa do futebol, mas me sentia triste com isso, graças a Deus, tive a sorte e pude ajudar minha equipe a conquistar o título”, destacou Pacholinha, eleito o destaque da partida. Mesmo com a ótima participação de Odvan, ex-zagueiro da Seleção Brasileira, Vasco, Fluminense e grande atração do time do Armando Zanata, o Ypiranga foi sempre superior em campo, esta já era a 3ª edição de Odvan na competição jogou em 2008 e 2009 também.

Ficha da partida em 20 de junho de 2010
Armando Zanata 0x2 Ypiranga
Estádio Waldo Pessanha
Armando ZanataMacula; Rafael (Obina), Rodolfo, Odvan, Beto e Leleu, Dogão, Júlio César e Walker (Cajá), Regilson (Amoroso) e Dodoco. Técnico : Neto Reis
Ypiranga : Denis, Farllyn, Peter, Alex Passos e Maicon, Jorginho, Patrick, Pacholinha e Jean (Paulo César), Dedé (Diego) e Pepeta (Betinho).Técnico : Marquinhos
Ypiranga Bi-campeão 2010




Em 2012 Túlio Maravilha esteve mais uma vez no futebol amador capixaba, são várias passagens, Leão de São Marcos, Mimosense entre outras, nesta partida não marcou gol mas deu passe para  Flávio Medina na foto fazer 1x0 na vitória por 2x0 sobre o Anchieta.

Os 60 anos do Esporte Clube Ypiranga, o “Tubarão da Barra”, foi homenageado com um enredo de um dos blocos carnavalescos chamado Esplendor da Noite, no tradicional desfile de blocos da Barra do Itapemirim. Além dos 60 anos de criação, o clube de futebol também comemorou os títulos do Sulinão e Copa Sul. A figura do Tubarão, mascote do clube, e as cores vermelho e branco do uniforme do Ypiranga, dominaram as alegorias e fantasias.
O músico cachoeirense Betinho du Cavaco deu vida ao enredo do bloco, assinando letra e música, destacando o grito do Ypiranga, cantando os 60 anos de história, glórias e vitórias do clube. “Sou Tubarão, sou Esplendor, sou de Barra do Itapemirim”, canta Betinho. O enredo foi feito por ele, Abimar Leal, Betinho Pereira, Cleyton e Wescley Persona. E o intérprete foi professor Batistinha.

Dinei, Mauro,  Lauro, Roberto, Paulinho, Gilmario, Rui (Presidente), Washington, Cate, Amintas, Farley, Bibi e Gabarito

Washington, Chicão, Tayroni(com cabelo) Marcelo, Roberto, Carlinho, Helinho Posudo, Elion, Aécio, Paulinho Grauna, Farley, Batista e Gabarito


Ypiranga e Flamengo com seus times master
Ypiranga nos primeiros anos








terça-feira, 16 de maio de 2017

União Atlética Ginasial do Espírito Santo - UAGES



Nome : União Atlética Ginasial do Espírito Santo - UAGES
Data :  16 de maio de 1934
Local: Vitória

Fundado em 16 de maio de 1934 União Atlética Ginasial do Espírito Santo ou simplesmente UAGES, era uma agremiação resultante dos esforços dos alunos do Ginásio Espírito Santo, um colégio muito tradicional no estado. 
Seu idealizador foi o professor Aloyr Queiroz de Araújo, conhecido como um homem cheio de força de vontade, idealista e combatente intemerato. O Gymnasio como era chamado na época além do futebol, teve o Basquete, Remo e o Vôlei e Atletismo.
No futebol o clube por ser escolar não entrou em competições oficiais. No amador enfrentou os clubes que eram filiados a federação várias vezes além de excursões pelo estado. Não se limitava apenas suas realizações ao terreno esportivo, tomava iniciativas em outras áreas com grande exito, eram excursões esportivas e culturais, sessões cívico literárias, palestras educativas e etc.
Quando UAGES encarava os outros colégios em competições era sempre favorito tanto no masculino quanto no feminino.

Tradicional Festival do Livro realizado pelo UAGES, aqui um trecho de reportagem nos anos 40 
Um destes colégios que saia faísca era o Americano Batista, as duas escolas adoravam se enfrentar e uma grande rivalidade existia entre os alunos, e até mesmo professores,. Uma destas partidas temos um belo registro,  ela foi disputada no Estádio Governador Bley, e por ser uma peleja escolar vários alunos compareceram ao estádio dando um clima ótimo a partida. 
UAGES foi a campo com Evaristo, Carnera, Vicentini, Calhau, Acir, Chefinho, Sylvio Izaídas, Salomão, Attila e Jairo. O Colégio Americano foi com Rubens, Milkau, Moacyr, Mauro Galante, Henrique, Loirinho, Adrião, Augusto, João e Hugo.
No jogo a primeira etapa findou se gols mesmo com ritmo forte de ambas equipes, na 2ª etapa era que as emoções seriam realmente fortes. Jairo faz 1x0 UAGES para alegria de seus alunos e para decepção dos alunos do Americano, e antes do fim da partida Attila faz 2x0 UAGES  fechando assim o placar, quando Celso Bomfim encerrou a partida festa por parte do UAGES, mas o lado do Americano não estava tão triste pois faltou sorte a equipe que jogou de igual para igual a partida, as torcidas sempre em clima de amistosidade pois eram rivais mas sempre com todo respeito as suas instituições de ensino. A partida ocorreu em 22 de outubro de 1937.
Mostrando o clima de amistosidade entre UAGES e Americano, alunos de ambos colégios  na colação de Grau dos americanos em 1939. 




Registro raro da UAGES em ação, esta imagem sensacional é de fevereiro de 1940, traje de gala.
Outro rival fervoroso da UAGES era a A.A.G.S.V.P, ou Associação Atlhética Gimnásio São Vicente de Paula. Nesta partida o São Vicente comemorava sua fundação e encarou a UAGES em uma peleja muito movimentada, tudo dentro de muita cordialidade, Alipio e Macedo marcaram para o S. Vicente mas os rivais duas vezes com Colmar outra com Grijó venceu por 3 tentos a 2.
São Vicente foi escalado da seguinte forma : Mineiros, Alipio, Aridio, Cesar, Lalá, Alarico, Omar, Durval, Macedo, Wilis e Alvaro.
Já UAGES  venceu com Welson, Darcy, Orlando, Nevio, Colmar, Angelo, Grijó, Fernando, Dacio, Patesko e Jardel. Partida em 19 de julho de 1945. 

Registro do UAGES encarando o time de Funcionários Federais do Espírito Santo em 21 de setembro de 1935


Em 1945 a UAGES encarou a Escola Técnica no Campeonato Estudantil de Futebol no Estádio Governador Bley e aplicou uma goleada sensacional, com Grijó sendo o grande destaque anotando 5 gols, Dilson e Ribeiro 2 gols cada no dia que seu time aplicou 9x3, UAGES foi a campo com Weraston, Orlando, Oliveira, Rico, Jair, Darcy, Jardel, Ribeiro, 81 (isso mesmo Oitenta e um), Paterko e Grijó.

UAGES em Santa Leopoldina interior do Espírito Santo na década de 30

6ª aniversário de fundação do UAGES

6ª aniversário de fundação do UAGES



Seus uniformes eram verdadeiro trajes de gala!

segunda-feira, 15 de maio de 2017

Grêmio Esportivo Laranjeiras GEL


Nome : Grêmio Esportivo Laranjeiras GEL
Data : 14 de maio de 1980
Local : Serra
Estádio : Roberto Siqueira Campos "Robertão"
Título : Vice Campeão Capixaba Série B 2008

Antigo escudo do Gel


Grêmio Esportivo Laranjeiras , Grêmio Laranjeiras ou simplesmente Gel foi fundado em 14 de maio de 1980 localiza-se na cidade de Serra na Grande Vitória, em outro 14 de maio agora de de 2001 o clube se profissionalizou, desde 2004 o GEL disputa  estaduais da Série B, exceção em 2009 quando jogo a Série A pela primeira vez em sua história,além de várias participações na Copa Espírito Santo. 
A equipe não possui estádio próprio e já mandou seus jogos no Estádio da Associação de Moradores de Laranjeiras, Estádio da Estiva e hoje joga no Robertão.

Estádio da AMPRL ou Associação de Moradores Parque Residencial Laranjeiras

Estádio Estiva Serra

Roberto Siqueira Campos, Robertão Serra

2 de maio de 2004 marca a primeira partida em competição oficial, 0x0 com Cachoeiro na Serra. na partida seguinte em 8 de maio sua primeira vitória, 2x0 sobre o Clube de Futebol Linharense. O GEL no geral só conquistou uma vitória nesta competição e encerrou a Série B com 6 pontos em 10 partidas na 5ª posição entre 6 equipes.

No ano seguinte 2005 o Gel começou de forma histórica ao aplicar 4x0 no Rio Branco Atlético Clube que fazia sua estréia na Série B, marcaram Marcelo Tibutino, Bruno Soares e Maxwell duas vezes, os 3 a 1 no Linhares e 2x0 no Unidos deixavam a equipe com 100% de confiança e aproveitamento, mas na partida seguinte contra o Guanduense uma derrota inesperada por 4x2, mas os 2x0 no Sul América de Conceição da Barra e 3x0 no Alfredense deixaram o Gel líder junto do Rio Branco ambos com 5 vitórias em 6 partidas. No returno a derrota por 1x0 para Rio Branco deixou a Gel em segundo, e foi assim até o fim da 1ª fase com destaque para os 5x1 aplicados no Guanduense. No geral o Gel ficou com 28 pontos contra 30 do líder Rio Branco, e nas semi finais encarou o Linhares que ficou com 23, lá o Gel deu mole e perdeu a vaga na Série A após derrota por 1x0 em Linhares e empate em 1x1 na Serra.
Em 2006 foi o inverso, começou tomando de 4x1 da Desportiva então Capixaba que estreava na Série B, a campanha foi péssima só uma vitória 1x0 sobre a mesma Desportiva e eliminação na 1ª fase. Em 2007 outra vez apenas uma vitória 3x2 sobre o Aracruz e eliminação na 1ª fase.

O clube ainda busca seu primeiro título no futebol profissional, o mais próximo que chegou do título foi em 2008 quando foi vice campeão da Série B.
Após ir em uma excursão a Portugal onde enfrentou Belenenses, Vitória de Setúbal, Naval, 1º de maio, Amora, Sacavenense, Estoril, entre outros, em 2007, o Gel entrava como um dos favoritos no estadual de 2008, e na 1ª fase mostrou que seria forte candidato na luta pela vaga na Série A, foram 6 partidas, 3 vitórias, 2 empates e 1 derrota. A classificação a semi final veio na goleada de 5x1 sobre o Sul América de Conceição da Barra em casa.

Semi final
A briga na 1ª divisão seria contra o tradicional Estrela do Norte líder da outra chave, na partida de ida o Gel ficou no 1x1, agora era obrigado a vencer de qualquer jeito fora de casa para chegar a final, e dentro do Sumaré Gel surpreendeu, com futebol de toques rápidos e velocidade nos ataques venceu por 1x0 e conquistou pela 1ª vez o direito de disputar a elite capixaba.

Final
Agora era a disputa pelo título inédito, o São Mateus do mesmo grupo era o rival. Na ida o empate em 2x2 deixava o Gel na mesma situação da semi final, precisando vencer fora de casa. Sernamby palco da fina um calor infernal, mas isso não atrapalhou a bela partida, foi emocionante com golaços belas jogadas, no fim o 2x2 se repetiu e o Gel acabou sendo vice campeão estadual Série B. 

Campanha
1ª fase
Espírito Santo 2x2 GEL
GEL 2x1 São Mateus
Sul América 2x3 GEL
GEL 5x1 Sul América
GEL 1x1 Espírito Santo
São Mateus 5x1 GEL

Semi final
Ida
GEL 1x1 Estrela do Norte

Volta
Estrela do Norte 0x1 GEL

Final 
Ida
GEL 2x2 São Mateus

Volta
São Mateus 2x2 GEL

Empolgado com o primeiro semestre o Gel disputou sua primeira Copa Espírito, o começo foi ruim com derrota por 3x0 para o Serra, depois foram 3 empates 2x2 Desportiva, 3x3 Rio Branco e 2x2 Serra, derrotas por 2x1 para Desportiva e 1x0 para Rio Branco, até que na última rodadas o gel desencantou em venceu o Vilavelhense gols de Dinho e Marcelo Tibutino, e não é que esta vitória valeu a classificação!? o Gel chegou aos 7 pontos contra 5 do Vilavelhense, como dos 5 times 4 avançavam a fase seguinte deu Moleque travesso.
Nas Quartas de Final encarou o Atlético Colatinense líder isolado a outra chave com 19 pontos vencendo 6 jogos em 8 disputados, mas o Gel de Mauro Soares aprontou e após vencer a partida de ida por 1x0 gol de Marcelo Tibutino avançou a fase seguinte empatando em 1x1 com Renan marcando o gol da classificação gremista.
Nas semi finais a Desportiva, na partida de ida o Gel caiu derrotado por 3x0 no Estádio da Estiva, na volta no Engenheiro Araripe o Gel lutou e com dois gols de Dinho venceu por 2x1 mas acabou eliminado.

A estréia na 1ª divisão foi promissora, goleada por 4x0 sobre o Atlético Colatinense na casa do adversário em 10 de janeiro de 2009, perdeu por 2x0 para o Jaguaré, empatou em um eletrizante 3x3 com Rio Branco, venceu Rio Bananal por 2x1, perdeu para São Mateus 3x1 e 1x0 para a Desportiva, venceu Linhares por 2x1 e no "clássico" serrano derrota por 3x2 para o Serra fechando o turno.
No returno a equipe teve uma queda de rendimento, vieram duas derrotas por 3x0, para Atlético Colatinense e Vilavelhense, venceu o Jaguaré por 2x1,mas depois disso o Gel travou de vez, outro empate eletrizante em 3x3 com Rio Branco, derrota para Rio Bananal (1x0), São Mateus(2x0), Desportiva (3x0)
e Linhares 3x2, somados a essa péssima sequência e a perda de 6 pontos por escalação irregular o Gel já chegou rebaixado a rodada final, mesmo assim se despediu com vitória por 3x2 sobre o rival Serra, e quase que o Gel leva o rival junto que também lutava contra a degola só não caiou graças derrota do Atlético Colatinense que ficou com 18 potos contra 19 do Serra.
Vem a Copa Espírito Santo no 2º semestre, agora de 5 equipes apenas duas avançavam, o Gel terminou e 3º com 11 pontos contra 15 do Vitória finalista, o Gel além de golear o Espírito Santo (ex-Anchieta) por 4x0 não perdeu para o Serra vencendo uma por 2x1 e ficando no 2x2 na outra.



Gel e Serra em 2014 terminou sem vencedor

Em 2010 até 2014 o Gel não conseguiu passar de fase nenhuma vez, em 2015 isso mudou, a campanha não foi das melhores, bem da verdade é que a classificação veio mais pela incapacidade dos adversários que da própria capacidade do Gel, o Moleque travesso só venceu 3 partidas, Vilavelhense (2x1), Espírito Santo de Marilândia (2x1) e Tupy (3x1), já no Quadrangular Final amargou a lanterna com 6 derrotas em 6 jogos. Na Copa Espírito Santo 2011 o Gel foi outra vez semi finalista, mas isso já estava garantido desde a primeira rodada pois eram apenas 4 equipes na chave onde todas avançavam as quarta de final, lá quando derrotou o Linhares por 1x0 na partida de ida muitos se lembraram de 2008, e o Linhares era invicto até esta partida, mas na volta o Linhares fez 3x1 e avançou. Nos anos seguinte o Gel entrava apenas para completar tabela e não conseguiu mais avançar, ainda mais que o regulamento mudou e classificavam-se apenas as primeiras duas equipes oque afastou o Gel da briga. Durante a preparação da Copa Espírito Santo 2013 o clube sofreu um baque, Elvis Presley Barbosa, de 20 anos, era atacante do Grêmio foi assassinado a tiros, testemunhas falaram que  Elvis estava na garupa de uma moto com um amigo, quando os dois suspeitos que também estavam em uma motocicleta começaram a perseguição. Elvis foi baleado e caiu no meio da rua. Ele foi socorrido pelo Samu e levado para o Hospital Antônio Bezerra de Faria, em Vila Velha, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.
Gel no estadual Série B de 2016

Em 2016 após estrear perdendo por 4x1 para o Serra venceu Vilavelhense e Castelo, ambas por 1x0, venceu 3 rodadas depois graças a um W.O contra o Espírito Santo de Marilândia (ESSE) que abandonou a competição, mas no returno uma vitória para dar confiança, 1x0 sobre o Serra, mas fi o inverso, o Gel voltaria vencer 3 rodadas depois 1x0 sobre o Tupy, contando os 3 pontos da última rodada no W.O contra o ESSE o Gel tinha chances claras de classificar pois o Tupy tinha 18 pontos contra 20 do Gel, mas o Gel ao perder por 2x0 para o Rio Branco de Venda Nova viu a sua vaga ir para o espaço pois o Tupy ao derrotar o Vilavelhense por 2x1 passou eles na classificação. Em 2017 após várias anos jogando o Gel desistiu de disputar a Série B paralisando as atividades mas o time não foi extinto.